Blue Flower

História da formação do Conselho de Cultura de Goianira

O Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira (CMPC) teve sua origem na implementação da Lei Nº 796/97 de 05 de dezembro de 1997 durante a gestão do Prefeito Ercy Rodrigues do Nascimento (1997-2000). A partir desse período, o Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira ficou inativo devido aos interes­ses dos gestores municipais em dotar a cidade de Goianira de uma condição urbana mais desen­vol­vida agregada a uma educação de qualidade mas sem levar em consi­deração os valores e mani­fes­tações culturais já existentes. Portanto, o Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira não teve efetivação porque a postura dos adminis­tradores públicos não priorizava a área da política cultural. Daí, o Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira só foi resgatado a partir da iniciativa da Profª Maria Placidina de Paula (Dina) – Chefe do Depar­tamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação (SME) que, realizou reuniões na Câmara Municipal de Goianira juntamente com Papas Stefanos para discurtir que pessoas seriam convidadas para participarem das futuras reuniões, que abordariam sobre o futuro da Secretaria de Cultura de Goianira, participando ainda das reuniões Glória Pinheiro (artista plástica), Patterra (músico), Mário Antônio (músico) e Cássio Gonçalves (desenhista), porém as reuniões não vingaram, sendo paralisadas até dezembro de 2011, quando foi solicitada pela Secretária de Educação Eliete Gonçalves da Silva Lopes, que recebeu a ordem do prefeito Carlos Alberto Andrade (Carlão da Fox) para auxiliar na publicação do livro da escritora Elivânia Damas, mediante a esta solicitação Maria Placidina de Paula (Dina), convidou uma série de artistas locais para reunirem-se na Câmara Municipal de Goianira, visando movimentar ideias, propostas e ações culturais para o município goianirense. Os convidados dessa época, estavam: Papas Stefanos (artista plástico grego), Renato Naves (músico), Tião Donato (Especialista em Gestão de Projetos Culturais), Edivaldo Gabriel Machado (escultor, ceramista e restaurador), Luciano Roriz (escritor), Elivânia Damas (escritora) e Otoniel Roza (Técnico em Informática), dentre outros. Depois disso, com a segunda Confe­rência Municipal de Cultura realizada em 20/06/2013, e com apoio do Coordenador Municipal de Cultura, Manoel Damião de Souza, o Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira foi reativado com 16 segmentos (entre represen­tantes do poder público e da sociedade civil), sendo paritário conforme o Sistema Nacional de Cultura (SNC-MinC), pela Lei nº 12.343 de 02/12/2010. Assim, em 08/07/2013 pelo Decreto Nº 165/2013, o Prefeito Municipal de Goianira, Randel Miller de Assis Santos concedeu a legalidade neces­sária para que o Conselho Municipal de Política Cultural de Goianira atue até os dias de hoje, com sua reuniões mensais toda última quinta-feira de cada mês no rol de entrada da Secretaria Municipal de Educação sendo abertas ao público.